O Poder Mundano Pode ser Indesejável
 
 
 Ella Wheeler Wilcox
 
 
 
Ella Wheeler Wilcox (1850-1919)
 
 
 
Diz uma daquelas leis tristes e infalíveis
Que às vezes tornam nossos fracassos menos doloridos
Do que o êxito cujo resultado é perda profunda:
 
“A verdadeira grandeza morre quando ressoa o aplauso do mundo.”
 
A fama arruína o objeto que deseja abençoar, porque,
Amarrada às expectativas das pessoas, a mente
Já não pode elevar-se às alturas supremas, nem encontrar
Aquela liberdade que era sua inspiração.
Quando ouvimos aplausos barulhentos
Ou recebemos a aprovação da multidão vulgar,
Já não percebemos a música das esferas,
Não caminhamos com deuses e anjos, mas com humanos.
Até que, impotentes devido a medo e constrangimento,
Os elogios do mundo se transformam em desprezo.
 
000
 
Os versos acima foram traduzidos por Carlos C. Aveline do livro “Poetical Works of Ella Wheeler Wilcox”, de Ella Wheeler Wilcox, Edinburgh, UK, W. P. Nimmo, Hay, & Mitchell, edição sem data, provavelmente 1917. Veja página 147. Clique para ver o original do poema em inglês.
 
Poema: Aplauso” faz parte da edição de setembro de 2018 de “O Teosofista” e foi publicado como poema independente em nossos websites associados no dia 28 de maio de 2019.
 
000 
 
O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 
 
 
Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:
 
 
000