O Princípio da Autorresponsabilidade
Abre a Porta do Conhecimento Verdadeiro
 
 
Um Mestre de Sabedoria
 
 
 
 
 
000000000000000000000000000000000000000000000
 
Nota Editorial de 2017:
 
O texto a seguir é assinado pelo próprio
Mestre de Helena Blavatsky.[1] Ele mostra
que a autorresponsabilidade é essencial na
Pedagogia e na Filosofia dos verdadeiros iniciados.
 
O texto exemplifica o fato de que enquanto os
sepulcros caiados insistem em dizer mentiras adocicadas
e falsidades politicamente corretas, os mestres autênticos
não têm medo de usar palavras francas e severas.  Para
tornar mais fácil uma leitura contemplativa do ensinamento,
nós dividimos o texto em parágrafos pequenos.
 
(Carlos Cardoso Aveline)
 
000000000000000000000000000000000000000000000000000000
 
 
 
A Um Membro
 
Um sentimento constante de dependência abjeta em relação a uma Divindade vista como a única fonte de poder faz com que um homem perca toda autoconfiança e o impulso para a atividade e a iniciativa.
 
Tendo começado por criar um pai e guia para si, ele se torna como um menino e permanece assim até a idade avançada, esperando ser conduzido pela mão tanto nos pequenos como nos grandes acontecimentos da vida.
 
O ditado “Ajuda a ti mesmo e Deus te ajudará” é interpretado por ele de tal maneira que, quando um empreendimento resulta de modo vantajoso, ele credita isso apenas a si mesmo; quando é um fracasso, ele atribui isto à vontade de seu Deus.
 
Os Fundadores não oraram a nenhuma Divindade ao começar a Sociedade Teosófica, nem pediram por seu auxílio desde então. Espera-se que nos tornemos as amas-secas da Sociedade Teosófica de Bengala? Nós auxiliamos os fundadores?  Não; eles foram auxiliados pela inspiração da autoconfiança e sustentados por sua reverência aos direitos do homem e seu amor por um país cuja honra nacional há muito tem sido atirada à lama, sob os pés de seus submissos e preguiçosos filhos, indiferentes a seus infortúnios, despreocupados com sua glória agonizante…
 
Os pecados de vocês? O maior é atribuir a Deus a tarefa de libertá-los deles. Esta não é uma piedade meritória, mas uma debilidade egoísta e indolente. Ainda que a vaidade possa sussurrar o contrário, preste atenção apenas a seu bom senso.
 
M
 
NOTA:
 
[1] O documento constitui a Carta 43 de “Cartas dos Mestres de Sabedoria”, primeira série, editadas por C. Jinarajadasa, Editora Teosófica, Brasília, 295 páginas, ver pp. 103-104. A tradução que apresentamos foi comparada com a edição original em inglês. (CCA)
 
000
 
Em 14 de setembro de 2016, depois de uma análise da situação do movimento esotérico internacional, um grupo de estudantes decidiu criar a Loja Independente de Teosofistas. Duas das prioridades da LIT são tirar lições práticas do passado e construir um futuro saudável
 
000
 
O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 
 
 
Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:
 
 
000